International Projects Department

Bringing Cultures Together



 

Departamento de Projectos Internacionais

A sociedade de informação na qual estamos imersos é uma sociedade estruturada em rede (internet, redes sociais, rede móvel, rede escolar, etc.). Neste conceito, a hierarquia clássica desapareceu. O que realmente estrutura uma rede são as conexões donde derivam os contactos e o conhecimento.

A Escola Artística de Soares dos Reis é uma escola que sempre se soube situar no tempo. Agir, produzir, viver de acordo com os cânones do tempo. Daí que o aparecimento do Grupo de Contactos Internacionais tivesse brotado como corolário da ação da escola no séc. XXI. Somos parte duma identidade europeia, estamos inseridos num mundo global que dá a conhecer e que pretende conhecer. Os intercâmbios até agora gerados e todos aqueles que se lhes hão-de seguir constroem-se numa linha condutora que tem por base a troca de experiências e saberes. Alicerçados nas áreas educativas da escola, esse intercâmbios rapidamente ganham novas dinâmicas interculturais. Se por um lado acrescentam e complementam os nossos saberes também nos ajudam a relativizar certezas. A diversidade cultural e o multiculturalismo são uma oportunidade, uma janela aberta, que nos enriquece e potencializa o caminho para a paz eterna de que Kant falava.

Conhecer o outro é conhecermos-nos ainda melhor as nós próprios. Uma escola que se fecha é uma escola a prazo, cujo fim certo é a asfixia. Não pode haver renovação se não houver novidade. A novidade dos outros é a nossa renovação. Os intercâmbios não podem deixar de ser biunívocos, dar e receber, partilhar. Mais uma vez a missão do Grupo de Contactos Internacional é situar a escola numa dimensão internacional, global à escola planetária.

Alberto Martins Teixeira
Diretor da Escola Artística de Soares dos Reis

 

 

International Projects Department

The information society we live in is a network society (internet, social networks, mobile network, school network, etc…) In this concept, the classical hierarchy has disappeared. What really structures networks are the connections from which derive contacts and knowledge.

The Soares dos Reis School of Arts has always known to keep up with times. It acts, creates and lives within the canons of each time. This explains the creation of the Group of International Contacts, which is the result of the school activities in the 21st century. We’re part of an european identity and of a global world that not only helps to acknowledge but also wants to learn.  The exchanging programs that have been carried out so far and those happening in the future are built upon guidelines that privilege the cultural interchange. Grounded on education, these exchanges quickly gain new intercultural dynamics. Moreover they complement our knowledge and help us to relativize certainties. The cultural diversity and muti-culturalism represents an opportunity, an open window that can enrich us and potentializes the way to an eternal peace, which Kant used to talk about.

To know the others means to know ourselves better. A school that closes in on itself will eventually die out. There is no renovation without innovation. And the innovation of others ends up being our own renovation. Exchange programs should continue to work both ways, you give and take, you share. Once again the mission of the international project department is to place the school an international dimension.

Alberto Martins Teixeira
Soares dos Reis School of Arts Director